DICAS E SAPATOS PARA QUEM TEM CALOS

DICAS E SAPATOS PARA QUEM TEM CALOS

 

Sabe quando você acha aquele sapato maravilhoso na vitrine, com salto 15 cm que você simplesmente não consegue resistir e acaba comprando? Mas aí, depois do primeiro uso surgem os calos e as bolhas… Pois é, se isso acontece sempre, então essas dicas são pra você!

Nesses casos, a principal causa é o atrito. Portanto, a primeira coisa a fazer é, na hora de comprar o sapato, prestar bastante atenção se ele não fica justo em nenhuma parte do seu pé. Caminhe com ele pela loja pra ver como reage e se sentir que há atrito do sapato com os calcanhares ou na região dos dedos, escolha uma numeração maior.

Os saltos muito altos e bico fino também colaboram para a formação de calos e bolhas, portanto, na compra, opte pelo conforto. E lembre-se: sim, é possível achar sapatos chiques e super confortáveis.

 

Outra dica é não abusar do sapato nos primeiros usos. Não escolha aquele show super animado pra estrear seu salto novo. Comece usando por poucas horas em ocasiões em que você não vá precisar andar muito ou ficar muito tempo em pé. De preferência, ande com o sapato dentro de casa, um pouquinho todo dia. Isso vai amaciando o calçado aí, quando chegar a hora de sair com ele, já vai estar super adaptado ao seu pé.

IMAGEM1

Para o dia a dia, o mais indicado é não usar sapatos de salto. Para o trabalho, faculdade ou qualquer tipo de afazer do cotidiano, prefira calçados confortáveis ao invés dos bonitos. Tênis, alpargatas e sapatilhas de pano (aquelas estilo boneca) costumam ser bons justamente por que são feitos de materiais macios que se moldam à forma do pé. Mas se seus compromissos pedem um visual mais elegante, tenha sempre sapatos acolchoados por dentro, isso diminui o atrito ao andar. Mas sempre evitando saltos muito altos ou bico fino!

 

IMAGEM2

Agora, se nenhum desses calçados adiantar e mesmo aquele tênis todo acolchoado não for suficiente, existem alguns sapatos específicos pra você: das linhas confort. Ok, é verdade que eles não costumam ser muito bonitos e nem pensar em sair de noite com eles. Geralmente encontramos deles nas cores bege, preto ou marrom, mas compensa pelo material do qual são feitos. São super fofinhos por dentro e muitos têm apenas uma tira na parte de trás, pra dar firmeza ao pé sem causar atrito nos calcanhares.

IMAGEM3

Existem também protetores para áreas específicas, como calcanhares e dedos. Eles são uma boa escolha porque você pode comprar um pacote com vários e colar em todos os seus sapatos que machucam. Existem também palmilhas próprias para sapatos altos, elas são bem fofinhas e evitam dores quando se fica muito tempo com eles. O bacana é que elas também são adesivas e podem vir transparentes ou em estampas fashion.

 

Mas se mesmo assim não teve jeito e os calos fizeram questão de aparecer, deve-se tratar deles na hora! Nada de ver se somem sozinhos ou esperar crescer pra tirar e nem tente também tirar os calos por conta própria, hein! A prática de furar os calos sozinha pode provocar sangramentos e até infecções. Nessas horas, o que se tem a fazer é usar produtos específicos para remover calos, mas converse com um podólogo antes, porque existem um monte deles e devem seguir uma ordem certa para o tratamento ser eficaz.

IMAGEM4

Uma coisa que você pode (e deve) fazer e que, além de ajudar a combater os calos ainda é mega relaxante é o escalda-pés. É só fazer uma mistura de sais de banho com aguá morna e deixar os pés repousando. Isso deixa a área da pele que endureceu mais macia e alivia a dor. Feito isso, agora que a pele está macia, é hora de lixar e hidratar os pés e essa etapa inclui as unhas, que devem estar sempre curtas e bem lixadas pra não causarem atrito entre os dedos dentro do sapato.

 

Lembrando que todas essas dicas devem ser reforçadas no verão, os dias mais quentes ressecam ainda mais a pele e deixam os pés mais sujeitos a calos. Por isso é importante fazer esfoliação com frequência, seguida de um bom hidratante.

 

 

eder

o prazer da moda e o bem estar da mulher e ter saúde o prazer da vida